Informações úteis

Escritórios Virtuais - artigos

Escritórios Virtuais - artigos - autor

Escritórios Virtuais e Globalização (parte III): um fenômeno mundial

Murilo M. Nogueira

Nesta série de três artigos discutimos o paradigma do "Escritório Real", o surgimento do conceito de "Escritório
Virtual" e sua disseminação em todo o mundo, dentro do painel de intensas mudanças políticas e tecnológicas do
final do século XX.

Escritórios Virtuais começam a se tornar populares no Brasil. Contudo, já são comuns em países da Europa e Ásia, assim como nos Estados Unidos e Canadá.

A idéia de oferecer infra-estrutura e serviços para profissionais e empresas executarem suas próprias atividades não chega a ser nova: no setor hoteleiro, por exemplo, é comum a oferta de espaço e equipamentos para realização de eventos, treinamentos e reuniões de trabalho.

Contudo, foi nos anos 1980, com o rápido progresso nos setores de informática e telecomunicações, que o paradigma do Escritório Real começou a ser flexibilizado.

É nessa época que se dá o crescimento dos “call-centers”, que retiraram de dentro das empresas serviços como atendimento telefônico, telemarketing, suporte à distância entre outros. Hoje, ao contatar uma concessionária de energia, por exemplo, um consumidor norte-americano pode, na verdade, estar falando com um atendente nas Filipinas, Índia ou África do Sul!

Paralelamente, a terceirização, a flexibilização das relações de trabalho e as inovações tecnológicas tornaram possível reduzir (quando não desaparecer totalmente com) a necessidade do Escritório Real. As vantagens são claras: agilidade, flexibilidade e baixo custo.

Logo empresários começaram a perceber as vantagens de se usar os serviços dos Escritórios Virtuais. Das grandes corporações - que usam esses serviços para seus executivos em viagens ao exterior - aos pequenos empreendedores - que podem fazer dela sua plataforma permanente - todos podem se beneficiar dessa solução para o incremento de seus negócios.

Em fins de 2006, uma rápida consulta ao Google com a expressão “virtual office” retornava cerca de 200 milhões de resultados, com empresas em locais tão distintos como Estados Unidos, Brasil, Suíça e Cingapura. Trata-se, portanto, de um segmento de serviços em franca ascensão, o que demonstra seu potencial de vantagens.

Na Economia Global os Escritórios Virtuais surgem como mais um dos novos elementos à disposição de empresas e profissionais na busca por maior eficiência e lucros.

Para o futuro

Os Escritórios Virtuais vieram para ficar e as tendências para o futuro próximo sugerem o fortalecimento desse conceito. Hoje, já são uma opção para muitas e variadas empresas, assim como para empreendedores e profissionais independentes.

Assim como as demais inovações que vêm se disseminando no Mercado Global, os Escritórios Virtuais tendem a se tornar parte permanente da paisagem empresarial. Caberá às empresas e profissionais conhecerem essa solução e dela se utilizarem sempre que se provar vantajosa - ou correrem o risco de serem ultrapassados pelos concorrentes mais bem informados.